terça-feira, 30 de agosto de 2011

A ESCOLHA DA ESCOL-H-A

POR MARCELO CUNHA BUENO
É você que a escolhe ou ela é que te escolhe?
Sim, porque tenho a impressão de que as escolas, com suas limitações de vagas, imposições documentais, sua obsessão pelo estudante da normalidade, pelo desejo da família participativa e de linhagem confiável... é que acaba escolhendo quem pode e quem não pode usá-la. Tipo clube.
Essas burocracias são determinantes para peneirar quem poderá fazer parte desse seleto clube privado. Sim, porque as escolas usam as linhas pedagógicas e seus nomes estupendos, usam sua classificação em rankings e seus resultados indiscutíveis, usam das linguagens expressivas nacionais e estrangeiras... Tudo para vender ideias.
Sim, todos nós fazemos isso. Sem cerimônia, muitas vezes.
Mas... é sempre bom lembrar que educação é relação. Se você tirar todas as amarras que “a” educação de qualidade nos impõe, que a nobreza docente nos veste, o que fica é a relação. A vontade de ser e estar no mundo. De se fazer presente. A intensidade da educação está na miudeza de afetos. Entre pessoas, entre conceitos, entre um pensamento e uma música, entre o sentido e o silêncio. E quem frequenta diariamente escola sabe do que eu falo.
Pode ser a escola conceituada, cara, sem vagas, com estudantes de sucesso, de professores moderninhos e ultradescolados... Todas podem viver lá onde nenhum discurso consegue chegar a relação mais incrível dessa vida: a educação pelo miúdo da vida.
Para escolher uma escola... a minha dica é... olhar para dentro de si e se despir do desejo pela normalidade, pela permanência, pelo sucesso.
Escolha é sempre a afirmação de uma identidade (ou deveria ser assim). E por isso a escola é um pouco e muito de cada um. Ela não se faz de fora para dentro, de lá para cá. É sempre daqui de dentro, de cá do peito para lá. Somos nós que a narramos, que a vivemos, que a sentimos. Nós somos os que dão vida à escola.
ESCOL-H-A...

Aqui vai a minha entrevista ao Programa Mulheres... justamente com esse tema! A entrevista está separada em duas partes.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

OS PASSOS DE UMA CRIANÇA

POR MARCELO CUNHA BUENO
“Caminhante não tem caminho, faz o caminho ao caminhar”. Mais ou menos assim a frase de Antonio Machado.
Bonita a frase, não? Já pararam para pensar sobre ela? Pois bem... é uma afirmação daquilo que nos acontece no presente! No momento em que se vive, em que se atravessa a vida! É uma ode ao Carpe diem... Aproveite o dia. Não importa para aonde estás indo, o que vale é caminhar. Caminhar é se encontrar vivente! É firmar os pés no chão.
Já pensaram nas coisas que mudam na vida de uma criança quando começa a andar? Gente, eu vejo sempre as crianças recém-andadas pela escola. Vejo como se encantam com a nova dimensão do olhar. Sim, caminhar ereto significa ver o mundo de outro ângulo. Mas não falo somente do caminhar com as duas pernas. Falo do conseguir escolher o lugar e se encontrar com ele. Falo da capacidade de planejar, antecipar, refazer caminhos. Não importa se engatinhas, se escorregas, se desliza, se vai em rodas... o ir para o lugar do desejo é uma afirmação da vida, do sujeito que conduz a vida.
A conquista dos primeiros passos, esse sabor, pode ser comparada, mais para frente, com a aquisição da escrita. Abre-se um mundo novo para a criança... que se torna, com esses primeiros passos, uma andarilha. Uma andarilha que se joga ao desconhecido, que se encanta com cada trecho percorrido, que se abre ao novo e aos desafios. A criança andarilha é uma peregrina da vida, das possibilidades de se viver a vida, de se atravessar a infância! Cada passo é como se fosse uma língua nova que se cria. A cada passo, uma nova palavra inventada, uma conversa com o mundo, um texto da própria vida!
O adulto se encanta com os primeiros passos da criança, porque se vê neles... porque nasce uma esperança de renovar os seus olhares, de redescobrir o mundo nos olhos delas!
Ser professor é refazer o caminho, sem parada, sem chegada, simplesmente vivendo, a cada dia, a novidade, o inédito no viver de uma criança!